segunda-feira, junho 14, 2021

SINTRAF esclarece em nota sobre lista de pré-selecionados no Projeto Pontal

Leia também

Estoques de oxigênio estão em nível crítico em municípios paulistas

Levantamento de secretários municipais aponta para falta de cilindros de oxigênio e concentradores usados para aumentar a quantidade de oxigênio oferecida aos pacientes.

Planejamento e estratégias são temas de programa online do IEL -PE

Direcionar o seu negócio pelo caminho da eficiência e do sucesso. Esse é o objetivo principal do programa 'Planejamento...

“Meu rio é silêncio”: novo single da cantora petrolinense Dayanne Menezes reflete sobre as angústias humana e os mistérios do rio

Refletir, de maneira poética e sensível, sobre os mistérios do rio e as angústias humanas. É com esse intuito...

Projeto Público de Irrigação Pontal, na zona rural de Petrolina.

Em relação à lista de pré-selecionados do Edital 35/2017 da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) para Seleção de Ocupação do Projeto Pontal, publicada no dia 18 de maio de 2018, o Sindicato dos Agricultores Familiares e Empreendedores Rurais de Petrolina (SINTRAF) vem esclarecer as seguintes informações:

1 – Para os 299 lotes colocados à venda pela Codevasf, foram chamados à compra 598 inscritos no certame, o dobro da quantidade de lotes, que ocupam área de 2.006,94 hectares, sendo 1.792,80 hectares irrigáveis e 214,14 ht. não irrigáveis;

2 – Dos 598 aprovados, aqueles que não comprovarem as informações prestadas no ato da inscrição serão desclassificados. É necessário comprovar tempo de experiência, renda familiar, grau de instrução, dentre outros;

3 – Para ser aprovado, o interessado deveria alcançar 25 pontos. No dia 18 de maio, foram convocadas as maiores pontuações, sendo a nota mínima classificada de 42 pontos;

4 – Está prevista para o dia 25 de junho de 2018 a entrega dos envelopes com proposta financeira de cada licitante;

5 – Até o momento, os aprovados na primeira fase que forem desclassificados na etapa de habilitação não podem ser substituídos pelos aprovados que ficaram de fora da lista de pré-selecionados;

O Sindicato dos Agricultores Familiares de Petrolina vem ainda por meio desta declarar as seguintes afirmações:

6 – Durante reunião ontem (23), com o superintendente da Codevasf, Aurivalter Cordeiro da Silva, que esteve acompanhado do advogado da instituição, Dr. Paulo Vasconcelos, a Presidente do Sintraf, Isália Damacena, e o advogado do sindicato Dr. José Bezerra Netto, informaram que será protocolada uma consulta sobre a possibilidade de convocar demais aprovados não convocados pelo certame. O pedido será feito junto à Superintendência Nacional da Companhia, com cópia para a regional em Petrolina. O SINTRAF pleiteia que as vagas daqueles que forem desclassificados ou que não se apresentem sejam preenchidas com os demais aprovados;

7 – No período de inscrições para a compra de lotes no Projeto Pontal, o Sindicato disponibilizou aos agricultores sindicalizados um profissional para dar consultoria para a inscrição e cadastramento. Naquela ocasião, foram atendidas 200 pessoas com documentação e experiência comprovadas. Desse número, apenas 10% foram chamados. Todos com diploma de Ensino Superior completo, ou seja, agricultores sem nível de instrução de Ensino Superior ou Técnico não foram contemplados;

8 – Desde o início do processo licitatório, o SINTRAF buscou colaborar para a elaboração do edital, procurando situações desconexas de modo a dirimir eventuais dúvidas. Como resultado, quando a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) foi excluída do barema de pontuação, a entidade conseguiu que o documento continuasse aceito como comprovação de renda e de experiência junto à instituição federal;

Declaramos ainda a todos os agricultores familiares de Petrolina e à Imprensa que o SINTRAF pleiteou desde o inicio participar da confecção do Edital, colocando-se à disposição da Codevasf, tendo inclusive marcado reunião com a entidade com esse objetivo – proposta que não foi aceita pela instituição. O Sindicato atribui ao açodamento e ausência de representatividade no ato da confecção do certame os motivos que levaram a baixa aprovação de agricultores familiares, uma vez que a pontuação disposta no Edital priorizou pessoas que tivessem maior grau de instrução em detrimento das que possuem maior experiência.

Atualmente, em Petrolina, a maioria dos homens e mulheres do campo não possui ensino superior. Baseado nessa premissa, não é exagero afirmar que estavam desclassificados antes mesmo da inscrição.

- Anuncio -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Anuncio -

Últimas notícias

Estoques de oxigênio estão em nível crítico em municípios paulistas

Levantamento de secretários municipais aponta para falta de cilindros de oxigênio e concentradores usados para aumentar a quantidade de oxigênio oferecida aos pacientes.

Planejamento e estratégias são temas de programa online do IEL -PE

Direcionar o seu negócio pelo caminho da eficiência e do sucesso. Esse é o objetivo principal do programa 'Planejamento Estratégico: elaboração e aplicação', que...

“Meu rio é silêncio”: novo single da cantora petrolinense Dayanne Menezes reflete sobre as angústias humana e os mistérios do rio

Refletir, de maneira poética e sensível, sobre os mistérios do rio e as angústias humanas. É com esse intuito que a cantora petrolinense Dayanne...

Cardi B Deletes Instagram After Social Media Backlash Over Her Historic Grammys Win

 The main thing that you have to remember on this journey is just be nice to everyone and always smile. Refreshingly, what was...

Offset Shares a Video of Cardi B Giving Birth to Baby Kulture

 The main thing that you have to remember on this journey is just be nice to everyone and always smile. Refreshingly, what was...
- Anuncio -

Continue informado

- Anuncio -