segunda-feira, julho 19, 2021

Netflix quer alcançar a marca de mil produções originais até o final de 2018

Diretor da unidade de produções originais da Netflix, Ted Sarandos comentou sobre a nova meta em evento realizado em Nova York

Leia também

Estoques de oxigênio estão em nível crítico em municípios paulistas

Levantamento de secretários municipais aponta para falta de cilindros de oxigênio e concentradores usados para aumentar a quantidade de oxigênio oferecida aos pacientes.

Planejamento e estratégias são temas de programa online do IEL -PE

Direcionar o seu negócio pelo caminho da eficiência e do sucesso. Esse é o objetivo principal do programa 'Planejamento...

“Meu rio é silêncio”: novo single da cantora petrolinense Dayanne Menezes reflete sobre as angústias humana e os mistérios do rio

Refletir, de maneira poética e sensível, sobre os mistérios do rio e as angústias humanas. É com esse intuito...

Ainda neste ano, a Netflix quer que 85% de seus investimentos sejam voltados para conteúdos originais, sejam filmes ou séries, disse o responsável por essa divisão da empresa, Ted Sarandos.

Até o início de 2019, a Netflix deve gastar US$ 8 bilhões na produção de conteúdo e, o mais importante, alcançar a marca de mil produções originais, com o lançamento de outras 470 produções nos próximos meses do ano. Somente nesta segunda-feira (14), a empresa anunciou que a série “Perdidos no Espaço” será renovada para a segunda temporada e que lançará uma série de terror com Guillermo del Toro, diretor vencedor do Oscar.

Em evento realizado nesta segunda-feira (14) em Nova York, o executivo justificou a estratégia afirmando que 9 em cada 10 usuários da plataforma assistem aos conteúdos originais da empresa regularmente.

Ele ainda sinalizou que a empresa deve se afastar cada vez menos adquirir o licenciamento para transmitir produções de outras empresas, como é o caso dos filmes e séries que foram exibidos em outros canais de televisão e até no cinema.

A tendência que a empresa enxerga para os próximos anos é de que as concorrentes foquem cada vez mais na produção de uma plataforma própria de streaming, ao invés de incorporá-las à Netflix. A Disney e a Fox, por exemplo, são algumas das produtoras que se anteciparam e já anunciaram investimentos em um streaming próprio.

- Anuncio -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Anuncio -

Últimas notícias

Estoques de oxigênio estão em nível crítico em municípios paulistas

Levantamento de secretários municipais aponta para falta de cilindros de oxigênio e concentradores usados para aumentar a quantidade de oxigênio oferecida aos pacientes.

Planejamento e estratégias são temas de programa online do IEL -PE

Direcionar o seu negócio pelo caminho da eficiência e do sucesso. Esse é o objetivo principal do programa 'Planejamento Estratégico: elaboração e aplicação', que...

“Meu rio é silêncio”: novo single da cantora petrolinense Dayanne Menezes reflete sobre as angústias humana e os mistérios do rio

Refletir, de maneira poética e sensível, sobre os mistérios do rio e as angústias humanas. É com esse intuito que a cantora petrolinense Dayanne...

Cardi B Deletes Instagram After Social Media Backlash Over Her Historic Grammys Win

 The main thing that you have to remember on this journey is just be nice to everyone and always smile. Refreshingly, what was...

Offset Shares a Video of Cardi B Giving Birth to Baby Kulture

 The main thing that you have to remember on this journey is just be nice to everyone and always smile. Refreshingly, what was...
- Anuncio -

Continue informado

- Anuncio -