domingo, julho 25, 2021

Adolescente grávida morre no Hospital Dom Malan e caso repercute na Câmara de Vereadores de Petrolina

Com suspeitas de negligência médica no atendimento à jovem, vereador solicita criação de CPI.

Leia também

Estoques de oxigênio estão em nível crítico em municípios paulistas

Levantamento de secretários municipais aponta para falta de cilindros de oxigênio e concentradores usados para aumentar a quantidade de oxigênio oferecida aos pacientes.

Planejamento e estratégias são temas de programa online do IEL -PE

Direcionar o seu negócio pelo caminho da eficiência e do sucesso. Esse é o objetivo principal do programa 'Planejamento...

“Meu rio é silêncio”: novo single da cantora petrolinense Dayanne Menezes reflete sobre as angústias humana e os mistérios do rio

Refletir, de maneira poética e sensível, sobre os mistérios do rio e as angústias humanas. É com esse intuito...

Uma adolescente de 15 anos, que estava grávida de cinco meses, morreu nesta última quarta-feira (02) após esperar procedimentos médicos durante três dias no Hospital Dom Malan (HDM)/Imip.

Segundo a família, Miliam Carvalho da Silva chegou no inicio da noite de domingo no Hospital, com princípio de sangramento onde aguardou por atendimento sentada em uma cadeira, a mãe da jovem diz que a mesma teria pegado uma infecção hospitalar. E que Milian teria aguardado três dias por atendimento.

Miliam havia escondido a gravidez da mãe e não tinha feito o pré-natal. O hospital alega que não tinha informações sobre a gravidez da adolescente justamente pela a falta desse acompanhamento, que deveria ter sido feita nas unidades de saúde do município.

Em nota, o Hospital Dom Malan diz que a causa da morte da jovem foi por consequência de choque séptico. A família alega negligencia medica.

Confira a Nota de Esclarecimento do Hospital:

“O Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina informa que a paciente Miliam Carvalho da Silva veio a óbito na manhã desta quarta-feira (02.05), tendo como causa declarada: Edema Agudo de Pulmão / Choque Séptico / Corioamnionite / Ruptura Prematura de Membranas. Sendo a SEPSE (conjunto de manifestações graves em todo o organismo produzidas por uma infecção) a maior causa de mortalidade materna no público adolescente.

A paciente deu entrada na unidade no último domingo (29.04) sem nenhuma informação acerca da gravidez, pois não havia iniciado o pré-natal. No serviço, ela realizou exames e teve todo o acompanhamento médico necessário desde o primeiro momento. A paciente, inclusive, fez uso de medicação para o amadurecimento do pulmão do bebê e antibioticoterapia de amplo espectro.

Infelizmente, o quadro estável da paciente evoluiu rapidamente para um choque séptico, que resultou em uma parada cardiorrespiratória. A equipe médica imediatamente entrou com as manobras de reanimação e tentou por 40 minutos uma reversão do quadro, sem sucesso.

Em tempo, o hospital solidariza-se com a família, se coloca à disposição dos mesmos para maiores esclarecimentos, e ressalta que o caso seguirá para o Comitê de Mortalidade Materna do HDM.”

Repercussão

O caso virou assunto de discussão não apenas pela população petrolinense, mas também virou pauta na sessão da Câmara dos Vereadores de Petrolina nesta quinta-feira (03), Vários vereadores se manifestaram veementemente contra o hospital, sugerindo ter havido “negligência médica” no atendimento à jovem.

Revoltada, a vereadora Maria Elena disse que essa nova tragédia na unidade médica é caso de cair toda a diretoria do HDM.

O vereador Ronaldo Cancão (PTB), encaminhou requerimento ao presidente da casa Plínio Amorim, vereador Osório Siqueira (PSB), solicitando a instalação de uma Comissão Especial Parlamentar de Inquérito para apurar o atendimento na unidade hospitalar.

“O IMIP/Dom Malan virou caso de polícia. Um hospital de canibal. Vamos fazer uma investigação em torno do desmantelo, das mortes, das vidas ceifadas por negligência médica do IMIP/Dom Malan. O CREMEP é depois. Ministério Público é depois, porque nós vamos fazer o papel do Ministério Público, nós vamos investigar. Não tenho favorecimento no hospital Dom Malan e em nenhuma outra unidade de saúde. Eu nunca fui pedi favorecimento em nenhum hospital. Meu mandato aqui é independente. Por isso, senhor presidente, lhe encaminhei esse requerimento”, afirmou o vereador.

O presidente da Comissão de Finanças da Casa, vereador Gilberto Melo (PR), reforçou dizendo que essa não é a primeira vez que fatos dessa natureza acontecem no HDM, mas a diretoria se limita apenas a enviar notas à imprensa.

- Anuncio -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Anuncio -

Últimas notícias

Estoques de oxigênio estão em nível crítico em municípios paulistas

Levantamento de secretários municipais aponta para falta de cilindros de oxigênio e concentradores usados para aumentar a quantidade de oxigênio oferecida aos pacientes.

Planejamento e estratégias são temas de programa online do IEL -PE

Direcionar o seu negócio pelo caminho da eficiência e do sucesso. Esse é o objetivo principal do programa 'Planejamento Estratégico: elaboração e aplicação', que...

“Meu rio é silêncio”: novo single da cantora petrolinense Dayanne Menezes reflete sobre as angústias humana e os mistérios do rio

Refletir, de maneira poética e sensível, sobre os mistérios do rio e as angústias humanas. É com esse intuito que a cantora petrolinense Dayanne...

Cardi B Deletes Instagram After Social Media Backlash Over Her Historic Grammys Win

 The main thing that you have to remember on this journey is just be nice to everyone and always smile. Refreshingly, what was...

Offset Shares a Video of Cardi B Giving Birth to Baby Kulture

 The main thing that you have to remember on this journey is just be nice to everyone and always smile. Refreshingly, what was...
- Anuncio -

Continue informado

- Anuncio -